Skip to content

William Waack diz que texto do Enem submeteu os jovens “a tortura ideológica”

  • by

William Waack diz que texto do Enem submeteu os jovens "a tortura ideológica"

O jornalista Wiilliam Waack surpreendeu os telespectadores, na segunda-feira, ao fazer um comentário crítico contra o Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem. O comunicador se referiu, principalmente, a questão de número oitenta e nove, que trata de forma pejorativa o agronegócio.

Por causa disso, até a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) emitiu uma nota, pedindo a anulação da questão que associa o agro a “violência simbólica, a superexploração, as chuvas de veneno e a violência contra a pessoa”.

Na questão 70, o autor do texto introdutório diz que a lógica que gera o desmatamento na Amazônia “está articulada pelo tripé grileiros, madeireiros e pecuaristas”, novamente traçando um paralelo negativo com os produtores do agro.

Para Waack, os textos da prova seriam exemplos do “atraso mental” que vive o Brasil. O jornalista lembrou que o país se tornou uma potencia mundial graças ao manejo dos seus recursos e tecnologia. Ele disse ainda que os jovens que fizeram a prova foram submetidos a “tortura ideológica”.

Pelo perfil da CNN Brasil no antigo Twitter, um dos seguidores comentou: “Não é atoa que um presidiário voltou ao cenário do crime, os ‘istudanti’ voltou nele pra continuarem sendo idiotas [sic]”. Assista:

Waack: O Enem e o atraso mental do Brasil pic.twitter.com/lECB3cRfX9

— CNN Brasil (@CNNBrasil) November 7, 2023

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *